jusbrasil.com.br
17 de Dezembro de 2018

É o fim: Um brasileiro é empossado como juiz na Corte Interamericana de Direitos Humanos e nós silenciamos, caramba!

Ao invés de tocarmos trombeta anunciando a feliz notícia, silenciamos, emudecemos. Por que nos falta motivações para celebrarmos? Por que o tema ‘Direitos Humanos’ não nos atrai?

Fátima Burégio, Estudante de Direito
Publicado por Fátima Burégio
há 3 anos

Tomamos conhecimento que um nordestino, sergipano, jovem, 53 anos de idade, que responde pelo nome de Roberto Caldas, foi empossado recentemente como, nada mais, nada menos que o Presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Gente, isto é fantástico!

Como uma notícia dessas pôde passar ‘batida’ por muitos de nós?

Tivemos a preocupação de investigar a divulgação do fato e ficamos cabisbaixos, uma vez que a notícia merecia, por certo, melhor notoriedade, mais divulgação e, consequentemente, mais leituras feitas por internautas.

No caso do JusBrasil, um estudante de nome Rafael Moraes, divulgou a notícia há dois dias atrás, mas, para nossa surpresa, apenas 3 (isto mesmo, três) leituras foram efetuadas.

Ou seja, uma matéria que deveria ser amplamente lida e propagada por vários canais, simplesmente passou batida, mesmo que noticiada em várias mídias.

Assim, reflexivos, pensamos:

- O que está ocorrendo conosco?

- O que nos atormenta?

- Por que somos tão desinteressados com o quesito Direitos Humanos?

Notem, caros leitores, que o juiz brasileiro estará presidindo aquela Corte e isto é espetacular.

Para quem ainda não sabe, a Corte Interamericana de Direitos Humanos é uma instituição judiciária autônoma cujo objetivo é a aplicação e a interpretação da Convenção Americana sobre Direitos Humanos. A Corte exerce suas funções em conformidade com as disposições da citada Convenção e de um Estatuto. Click Aqui

Ter um brasileiro ocupando esta requisitada e almejada cadeira muito nos alegra, pois em momentos de crises, descobertas das mais variadas bagunças na política, tempo em que temos assistido ‘de camarote’ o Brasil perder selo de bom pagador, dentre outros temas em nada animadores, o fato de sabermos que temos um irmão sentado naquela cadeira de destaque, por certo, nos traz um sentimento de alegria e regozijo na alma.

Com um sorriso de orelha a orelha, resta torcer para que o magistrado faça bonito, cumpra seu propósito e desempenhe com primor seu mais novo ofício.

Parafraseando o nosso querido professor Luiz Flávio Gomes, bradamos: Avante, Brasil!

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

"- O que está ocorrendo conosco?"

Estamos afundando em uma pseudo-democracia totalitária petista. País "derretendo feito sorvete ao sol", vindo bem perto, a Venezuela como companheira.

"- O que nos atormenta?"
Cleptocratas no poder e fraude nas urnas.

"- Por que somos tão desinteressados com o quesito Direitos Humanos?"

Pelo mesmo motivo porque o governo e seus asseclas são desinteressados nos "direitos humanos" de cidadãos contra os governos cubanos, venezuelanos e mesmo aqui no Brasil. "Dimenor" têm licença para matar, afinal a culpa é da sociedade e da arma, nunca dele...

"Notem, caros leitores, que o juiz brasileiro estará presidindo aquela Corte e isto é espetacular."

É para o bolivarianismo e ditaduras latino-americanas e africanas, disfarçadas de democracia....

"Para quem ainda não sabe, a Corte Interamericana de Direitos Humanos é uma instituição judiciária autônoma cujo objetivo é a aplicação e a interpretação da Convenção Americana sobre Direitos Humanos."

Existe um tratado de San José CONTRA O ABORTO, assinado nos anos 60, ainda em vigor e solenemente ignorado e até atacado pelo governo vigente. O ser humano na barriga da mãe têm menos direitos que um calango do cerrado goiano.
...........
"Capítulo II - DIREITOS CIVIS E POLÍTICOS

Artigo 3º - Direito ao reconhecimento da personalidade jurídica

Toda pessoa tem direito ao reconhecimento de sua personalidade jurídica.

Artigo 4º - Direito à vida

1. Toda pessoa tem o direito de que SE RESPEITE SUA VIDA. Esse direito deve ser protegido pela lei e, em geral, DESDE O MOMENTO DA CONCEPÇÃO. Ninguém pode ser privado da vida arbitrariamente."
...........
Fonte: http://www.pge.sp.gov.br/centrodeestudos/bibliotecavirtual/instrumentos/sanjose.htm continuar lendo

hahahha vamos bater palmas pra esse juizinho vagabundo agora. continuar lendo