jusbrasil.com.br
23 de Outubro de 2019

TCC Jurídico sem estresses. 21 dicas infalíveis.

O drama do TCC e as saídas para ter êxito na confecção e defesa de sua tese.

Fátima Burégio, Estudante de Direito
Publicado por Fátima Burégio
há 5 anos

Se você está fazendo seu primeiro TCC, sua primeira Monografia, não pode deixar de ler estas dicas e ficar antenado com os alertas aqui registrados.

1) Não deixe seu projeto para os últimos anos de sua graduação. Preocupe-se em escolher o tema que irá trabalhar com tempo razoável e saiba que você certamente terá muito trabalho pela frente.

2) Escolha um tema que você realmente goste e não se importe se já foi debatido, rebatido ou coisas deste gênero. Lembre-se que existem vários manuais de diversos doutrinadores e cada um tece os comentários consoantes o seu próprio entendimento. O ineditismo é a sua opinião, crítica, tese, convicção, persuasão e posterior defesa.

3) Fuja do ineditismo e dos assuntos polêmicos, extremistas e que você não domine bem. Perceba que é apenas um primeiro TCC e não uma tese de Pós-Doutorado na Universidade de Harvand.

4) Não escolha seu orientador visando os títulos que ele detém. Ele é competente na área dele, mas pode ser (in) competente e relapso no compromisso travado com você. Assim, fique bem atento e não vacile. Lembrando que não estou generalizando, mas alertando apenas.

5) Quem sabe seu orientador não seja, de repente, aquele mestre caladinho, retraído, esquecido de muitos alunos, hein? É exatamente ele que deterá melhor conhecimento para entender, sanar suas muitas dúvidas, lhes passar segurança inicial, preocupar-se com seus traumas, descontentamentos e possíveis “neuras” num momento tão sublime e único que é o seu primeiro TCC. Esse orientador pode deter tempo livre, manter um sorriso no rosto e lhes tratar com educação, presteza e não subjugará você por pedir um auxílio ou uma orientação apenas. Fuja com muita pressa de orientadores “estrelas”. As estrelas deles brilham demais (quase uma constelação) e podem ofuscar a sua!

6) Entenda que o trabalho de conclusão de curso é seu e não do seu orientador. Assim, tenha o cuidado e personalize o seu TCC, escrevendo o que você acha e não apenas o que o seu orientador dita. Seja genuíno e autêntico.

7) Seja “amante” das regras da ABNT. Você só não deve casar com elas, porque a poligamia é crime no Brasil.

8) Torne-se “rato de biblioteca”. Além de obter muito mais saber, o ambiente é estimulante para germinar páginas inteligentes constantes em seu TCC. As flores surgirão. Aguarde!

9) Não queira inovar no já complexo “Juridiquês” e evite usar termos desconhecidos ou poucos usados. Escusas e amplexo não soarão bem, entendeu? Escrever e escrever bem, de forma coesa, prática, é mais que suficiente. Mãos à obra, doutor, pois o céu é o seu limite! Suas conquistas serão iguais às suas idealizações. Parafraseando o nobre professor Luiz Flávio Gomes: Avante!

10) Siga o calendário dos prazos de encontros com o orientador, confecção de capítulos e subcapítulos e atente que você ainda é um Acadêmico de Direito e não um Magistrado, portanto, seus prazos são próprios.

11) Cumpra também os demais prazos estabelecidos pela diretoria/secretaria de sua universidade. Se perder prazo, já era: estará reprovado. Perdeu, playboy!

12) Leia muitos manuais. Não fique detido apenas aos indicados pelo seu orientador. Mais uma vez: lembre-se que o TCC é seu e tem que ter, obrigatoriamente, a sua marca registrada.

13) Cuidado com informações buscadas em ambiente virtual. Busque sítios confiáveis e não hesite em confrontar as informações encontradas. Não se arrisque a colocar dados inconsistentes e até inverídicas. Pesquise, investigue e use seu lado 007!

14) Hidrate seu corpo. É sabido que quando se estuda demais, a tendência é esquecer de ingerir líquidos e a possibilidade de ficar doente e com imunidade mais baixa só aumenta. Desta forma, não economize na ingestão d’água, sucos, chás, água de coco e alimente-se com regularidade. Ops: Comidas leves e saudáveis, ok? Seu estresse fugirá!

15) Na confecção do seu texto monográfico, tenha a preocupação de ir anotando num rascunho em Word as Referências Bibliográficas utilizadas e citadas. Anote em ordem alfabética. Facilita e agiliza muito quando da conclusão do seu texto monográfico.

16) Siga uma linha lógica, clara, objetiva, faça uso da coesão textual e não ouse atropelar a Gramática. Capriche nos “eses”, fale pausadamente, lembre-se que você ficará na “berlinda” e será avaliado por uma banca que, por vezes, você sequer conhece. Fique atento, mas relaxe sem ser relapso ou despojado.

17) Ensaie, treine, treine e treine muito defronte a um espelho. Grave varias vezes, escute sua própria voz na gravação doméstica. Conselho do coração: Sabe aquele seu parente chato de carteirinha? Pois é, você vai precisar justamente dele. Explico: perfeccionista de dar raiva em qualquer criatura, e achando que sabe tudo, é lógico que ele não vai perder a chance de lhes corrigir, afinal, é tudo o que ele quer, gosta e sabe fazer. Bingo!

18) Nada de treme-treme nem sudorese em excesso no dia de sua apresentação. É difícil, mas olhe para o seu orientador e banca examinadora, tendo em mente que um dia “eles” já passaram por situação idêntica e que superaram, por isto estão ali te avaliando. São pó e cinza e não deuses supremos. O que os difere de você, são apenas os títulos granjeados em terra e que os muitos diplomas conquistados não os acompanharão ao gélido túmulo, quando vierem a óbito. Relaxe!

19) Não estufe o peito, nem fique inflado no dia da apresentação da sua tese. Lembre-se que você é apenas um homem... Lembrou do fiel escudeiro? Ah, tá bom...

20) Como a apresentação da sua tese é ato público, se desejar, quebre paradigmas e convide pessoas próximas, que estarão, por certo, torcendo e passando energias positivas para você. Ensaie, inclusive, na presença delas.

21) Se for pernambucano, me convide para lhe assistir. Sempre dou muita sorte e você vai precisar dela.

10 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Nossa,Dra. Fátima, que delícia de artigo, estou maravilhado. Advogado véio, 30 anos de praia (deve ser sua idade, pela foto ou talvez até menos, parece tanto minha filha mais velha que já estou carinhoso por vc), sugiro que vc acrescente um mind map do assunto já no ínicio, e o uso das novas mídias, hiperlinks infográfico, quadrinhos...

A ordem é renovar e inovar. A ciência agradece! continuar lendo

Dicas e conselhos importantíssimos para os iniciantes. Algumas delas já utilizava, mas agora serão mantras. Parabéns Professora! continuar lendo

Boas dicas pra TCC.
:) continuar lendo

Obrigada, Dr.Thiago Siqueira!
Feliz por sua ilustre leitura aos meus textos.
Ótima semana! continuar lendo

Boas dicas, Fátima.
A monografia foi meu calvário de final de curso.
Certamente será útil aos que se encontram na fase derradeira da graduação. continuar lendo